Escolha uma Página

Para entendermos sobre as especificidades referentes a limpeza de porcelanatos, é interessante inicialmente sabermos diferenciar os tipos de porcelanato existente no mercado atualmente e suas indicações de uso.

Os porcelanatos técnicos são resultado de uma tecnologia onde não há aplicação de esmalte sobre a superfície da massa, nesse caso, quando submetido a arranhões ou fissuras, os danos acabam neutralizados pela uniformidade do material. Esse tipo de produto é popularmente utilizado em áreas de alto tráfego, residenciais e/ou comerciais.

artigo-porcelanato-foto1

Os porcelanatos esmaltados caracterizam-se por receber em sua superfície uma fina camada de esmalte, que atua como uma “estampa”. Essa categoria pode ter diferentes tipos de acabamentos, tais quais: brilhante, acetinado (fosco), áspero ou liso.

 

artigo-porcelanato-foto2

 

Ainda, os porcelanatos com alto brilho, são os chamados polidos. Esses podem pertencer a categoria dos técnicos ou esmaltados e diferenciam-se por receber polimento durante o processo de fabricação, o que lhes atribui brilho diferenciado. Os porcelanatos polidos, tornam-se superfícies muito lisas, portanto, deve-se ficar atento quanto sua aplicação em áreas molhadas, internas ou externas, assim como o tipo de usuário a que se destina. Não é aconselhável, por exemplo, o uso de porcelanato polido em ambientes escolares, locais com fluxo constante de pessoas idosas ou com deficiências motoras.

artigo-porcelanato-foto3

 

Uma dúvida constante em torno dos porcelanatos é relativa a limpeza dos mesmos.

Que produto utilizar? Porcelanatos mancham facilmente? Posso utilizar qualquer material de limpeza? Arranham com mais facilidade?

Respondendo essas questões, vale-se ressaltar que a limpeza de porcelanatos não é nenhum bicho de sete cabeças, mas possui sim algumas especificidades, principalmente se tratando dos polidos.

Por saírem de fábrica com uma espécie de cera protetora sobre a superfície brilhante das peças, muitos clientes acreditam que adquiriram um produto com defeito, por não brilharem da maneira que observaram em loja. Para isso, produtos específicos, vendidos normalmente no mesmo estabelecimento onde se compra os pisos podem resolver o problema. Removedores de cera, comercializados em embalagens de normalmente 1 litro cumprirão a função de remover essa película protetora e deixar o porcelanato polido com o brilho que se espera dele. Ainda, produtos destinados à limpeza pós obra, para remoção de resquícios de cimento, argamassa, cal ou rejunte também podem ser facilmente encontrados em lojas de materiais de construção ou mesmo mercados.

No que diz respeito a limpeza do dia a dia, indica-se o uso de vassouras de cerdas macias nos porcelanatos polidos, ainda, um passo a passo simples pode contribuir e minimizar riscos de manchas indesejáveis, geralmente causadas pelo uso de produtos de limpeza de cores fortes em natura sobre a superfície do material à ser limpo. Diluindo um pouco de detergente ou sabão neutro em alguns litros d’água e utilizando de um pano úmido para aplicação e um pano seco para finalizar, o porcelanato estará limpo e livres de manchas causadas por reações químicas.